06 abril 2007

A CIÊNCIA DOS OVOS DE PÁSCOA

© Dr. Alessandro Loiola



Durante a época de Páscoa, além da comemoração da Passagem e da Fertilidade e de toda aquela história que aprendemos na escola durante as aulas de Educação Religiosa, também celebra-se o consumismo em cada canto dos supermercados e shoppings com os famigerados ovos de chocolate.

Além de área de nidificação do Coelhinho da Páscoa, as prateleiras destes locais se transformam em centro de peregrinação de outra espécie interessante: com sorrisos de alivio estampados no rosto, os chocólatras de plantão finalmente podem circular impunes pela rua, livres de olhares condenadores. Afinal, todo mundo se torna um chocólatra em potencial no mês do coelhinho...

Acredita-se que os Astecas tenham sido primeiros chocólatras da história. Foram eles que inventaram o “chocolatl”, uma infusão com sementes de cacau que – segundo acreditavam – possuía poderes afrodisíacos. Diz-se que seu imperador, Montezuma, chegava a beber mais de 50 porções de chocolatl por dia – e outras doses extras antes de entrar em seu harém.

Os Astecas podiam até estar errados, mas não custa nada adicionar uma barrinha de chocolate à sua noitada. Só por precaução, sabe como é. E garanto que irá chamar menos atenção que aquela pílula azul.

O chocolate começou a ganhar a Europa em 1528, quando o famoso conquistador Cortez presenteou o Rei Carlos V com algumas sementes de cacau. A partir daí, o chocolate se tornaria tão popular e valioso na Espanha que sua produção seria mantida em segredo por vários séculos.

A primeira “fábrica” de chocolate surgiu na Inglaterra em 1657, mas o chocolate sólido só se tornaria popular mesmo no final do século XIX. Em 1876, na Suíça, Daniel Peter desenvolveu a técnica de adição de leite ao chocolate, dando a forma final ao produto que consumimos até hoje.

Desde que o Chocolate conquistou o mundo, surgiram dezenas de mitos sobre suas propriedades. Vez ou outra, um desses aparece durante uma consulta. Para lhe dar um ar de erudição enquanto você devora mais um ovo de Páscoa tamanho extra-super-gigante, selecionei 3 lendas comuns e suas explicações cientificamente embasadas. Espero que lhe sejam úteis!

Chocolate não contém nutrientes e ainda por cima engorda

O chocolate contém mais de 300 nutrientes e substâncias químicas diferentes, além de apresentar níveis elevados de flavonóides e compostos fenólicos capazes de diminuir o risco para doenças cardíacas.

Apesar de uma barra média de chocolate pode conter mais de 210 calorias, a maioria das pessoas acima do peso não come quantidades excessivas de chocolate. Na verdade, o consumo de açúcar nestas pessoas tende a estar abaixo da média. O problema está no elevado consumo total de calorias e na pouca quantidade de energia gasta em atividades físicas.

Chocolate causa cárie

Todo e qualquer alimento rico em açúcar pode contribuir para a formação de cáries. Entretanto, pesquisas no Forsyth Dental Center (Boston/EUA) e na Escola de Odontologia da Universidade da Pensilvânia, mostraram que o chocolate é capaz de anular o potencial acidificante do seu açúcar e reduzir a desmineralização dos dentes.

O açúcar contido no chocolate não é mais perigoso que o açúcar contido nos demais alimentos. O que importa é a qualidade da sua higiene bucal, não o tamanho da barrinha de chocolate.

Chocolate vicia

Em parte, é verdade. O chocolate possui uma capacidade incomum para interagir com a química cerebral. E essa maior afinidade pode resultar em comedores compulsivos.

Se você acha que possui vício em chocolate, uma boa idéia é comer vegetais folhosos verdes, como brócolis e aspargos: estes alimentos substituem algumas das substâncias que produzem o “vício” e podem ajudar a controlar os sintomas, evitando que você voe na jugular do vendedor de bombons mais próximo.


---
Dr. Alessandro Loiola é médico, palestrante e escritor, autor de PARA ALÉM DA JUVENTUDE – GUIA PARA UMA MATURIDADE SAUDÁVEL (Ed. Leitura) e VIDA E SAÚDE DA CRIANÇA (Ed. Natureza). Atualmente reside e clinica em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Um comentário:

Marta Felipe disse...

Essa páscoa todos resolveram me presentear com chocolates,estou doando ovos e bombons :o).
Quer um?...rs

Abraços.